Inspirado pelos ventos do Athleisure, Wagner Kallieno traz para sua atual coleção esse conceito que extrapola as barreiras da roupa esportiva e oferece peças lindas que se adequam à várias ocasiões.

Os materiais tecnológicos são as grandes estrelas dessa coleção, que possui um forte apelo sustentável. Tecidos como tectel, esportivo-pro e neoprene, todos feitos a partir da fibra da garrafa pet, ganham proteção UV e marcam essa nova pegada de Wagner Kallieno.

Com um olhar lúdico, o designer apresenta sua versão do amor e traduz os poemas de William Shakespeare e as pinturas do expressionismo abstrato em estampas únicas e em uma cartela de cores cheia de vida. Tons como amarelo, preto, azul, verde e branco anunciam calorosamente que os ventos da Primavera e do Verão se aproximam.

“Como hei de comparar-te a um dia de verão? És muito mais amável e mais amena: Os ventos sopram os doces botões de maio, E o verão finda antes que possamos começá-lo: Por vezes, o sol lança seus cálidos raios, Ou esconde o rosto dourado sob a névoa; E tudo que é belo um dia acaba, Seja pelo acaso ou por sua natureza; Mas teu eterno verão jamais se extingue, Nem perde o frescor que só tu possuis; Nem a Morte virá arrastar-te sob a sombra, Quando os versos te elevarem à eternidade: Enquanto a humanidade puder respirar e ver, Viverá meu canto, e ele te fará viver.”

William Shakespeare – Soneto 18 Tradução de Thereza Christina Roque da Motta































 

Deixe uma resposta