Com o tema “Bordado Richilieu da França ao Ceará”, a marca Rendá por Camila Arraes emocionou o público no segundo dia de DFB Festival contando um pouco da história da renda. A apresentação mostrou as nuances do tecido desde a época do Cardeal Richilieu, na França, onde já era considerado um dos mais nobres, até a chegada ao Ceará, quando, nas mãos das rendeiras nordestinas, o artesanato vira poesia.

A trilha sonora, desenvolvida especialmente para o desfile pelo cantor, compositor e sanfoneiro Renno em parceria com o Dj Morr, passeou por clássicos franceses de Edith Piaf como “La Vie en Rose” e “Non, Je ne Regrette de Rien”, finalizando com um sucesso do artista convidado “Ceará Terra da Luz”. Renno também fez uma participação ao vivo na passarela tocando sanfona durante o desfile que emocionou o público.

Entre as 30 tendências apresentadas na ocasião, os destaques foram as rendas renascença em composição com o couro bordado em richelieu, além disso, as estampas exclusivas e as sobreposições também foram evidenciadas na coleção. Camila Arraes destaca o requinte do trabalho que é todo feito à mão: “Cada fio produzido pelas rendeiras e bordadeiras da nossa marca representa muito mais do que peças de roupa, colocamos muito amor em tudo que produzimos. Nas peças da Rendá, estão oportunidades e sonhos de muita gente. Apresentar esse trabalho num evento de amplitude nacional é realmente incrível”, finaliza.














































 

Deixe uma resposta