Hand Lace – Wild | DVD 2018

0
199

A Hand Lace por EDNA MOREIRA estreia do DFB Festival com olhar sobre a floresta. A coleção Wild traduz o conceito da marca, baseada no handmade, tendo com trama o espirito da flora e da fauna selvagem. “Sempre que penso no temo de uma coleção, logo começo um trabalho de buscar por uma textura. O que é uma coisa muito forte desde o inicio do marca”, diz Edna, diretora criativa do Hand Lace. Em Wild, o atelier da estilista se transformou em laboratório de ideias sobre, primeiramente, as formas dos orgânicas folhas secas. As peças em tom de ferrugem nasceram da visualização da folha de Coccoloba, uma árvore amazônica, também presente nas matas do América Central.

Seguindo princípios próprios no busca por texturas, Edna empreendeu, por exemplo, recursos capazes de mimetizar o movimento da jiboia sobre os troncos das árvores e entornos dos rios “O processo de pesquisa da textura é livre, vem do mergulho sobre o universo sobre qual me inspiro e o DNA do marca”, revela a designer sobre as experiências a partir de tecidos como crepe e malha. Para tornar ainda mais intransferível o espirito autoral das peças, Edna tem como primeira opção a ‘moulage”. O tecido, o manequim e a percepção da silhueta.

As formas estruturadas foram sobressaindo-se durante o próprio desenvolvimento das peças. A textura definiu vazados, recortes, enxugou volumes, definiu os comprimentos. entre longos e midis e decotes profundos. Wild é o representação do processo da construção da roupa a partir da experiência da floresta e do feminino. A cartela de cores é composta por tons terrosos, azuis e verdes.

Deixe uma resposta