O Balé da Cidade de São Paulo, criado em 1968, é referência no Brasil quando se fala de tradição na dança e rigor técnico. Mas ele desponta frente a outros grupos também pela vanguarda.

No espetáculo apresentado em Março de 2018, de nome “Um Jeito de Corpo”, a figurinista Isadora Gallas utilizou o não-tecido DuPont™ Tyvek® para desenvolver peças de grande porte, que eram infladas no ar e utilizadas como tela para projeção de imagens no corpo dos bailarinos. A apresentação foi inspirada nas músicas e na literatura poética de Caetano Veloso.

O espetáculo foi assinado pela coreógrafa Morena Nascimento, com direção musical do músico e historiador Cacá Machado, figurinos de Isadora Gallascenografia de Marcel Kaskeline, iluminação de Aline Santini, Visagismo de Luiz Parisi, dramaturgia de Vadim Nikitin e consultoria de José Miguel Wisnik.

A figurinista concedeu entrevista com exclusividade ao site.

Osasco Fashion: Explique o processo de criação destas peças e sua relação com a obra de Caetano Veloso ?
Isadora Gallas: Eu tinha a referência dos Parangolés (trabalho de Hélio Oiticica) muito forte, mas ao mesmo tempo não queria reproduzi-los, isso não faria o menor sentido. Eu também queria, também um material que rapidamente inflasse com o vento (que é parte importante do espetáculo).

Lembrei de um mapa que tinha comprado em Londres, que era feito de um material que parecia papel, mas não molhava como ele, e que era extremamente leve. Finalmente chegamos ao Tyvek e ele era exatamente o que precisávamos para isso.

OF: Você enfrentou dificuldades durante o processo de desenvolvimento? Por serem peças grandes, foi difícil cortar e costurar? Que situações inusitadas você enfrentou durante o processo de criação e desenvolvimento?
IG: Olha, minha dificuldade maior era não tirar a mobilidade dos bailarinos, mas pelo material ser super leve, facilitou o resultado plástico também. O Tyvek reage com grandeza a qualquer movimento e isso me deu uma sensação de que os bailarinos estavam embaixo d’água!

OF: Quanto tempo levou do início do processo de criação até o resultado final, aprovado para o espetáculo?
IG: 2 meses

OF: Como será a manutenção destas peças durante a temporada (elas serão lavadas após as apresentações ou serão apenas higienizadas)?
IG: Isso fica a cargo da Juliana Andrade, que é produtora de figurino do balé da cidade e vai arquivar o figurino. Ela foi peça fundamental para o desenvolvimento desse figurino. Ela avalia o material e cuida de cada coisa que esta naquele acervo.

bale da cidade - um jeito de corpo - ModaNews e Osasco Fashion bale da cidade - um jeito de corpo - ModaNews e Osasco Fashion

Fonte

Deixe uma resposta